Início

quarta-feira, 20 de março de 2013

Para Sempre Ana - Resenha


Para Sempre Ana.
Autor: Sergio Carmach
Editora: Caravansarai

Sinopse:

A mística Três Luzes, o leitor percorre inicialmente três momentos afastados no tempo, onde três homens, de três gerações da família Rigotti, experimentam situações-limite pela influência de uma mesma mulher: Ana. A partir daí, a narrativa o leva a uma instigante viagem, nem sempre linear, entre meados do século XX e o início do XXI, na qual os dramas, o passado, o verdadeiro caráter e os segredos de cada personagem são pouco a pouco desnudados. A trama é conduzida pela busca de Ana e pela busca por Ana, forasteira misteriosa que abala os triluzianos e cuja trajetória se funde à dos demais em uma história carregada de luzes e sombras. A busca de Ana arrebata as emoções; a busca por Ana arrebata os sentidos. E ambas surpreendem. Sempre que tudo parece esclarecido, detalhes antes considerados sem importância provocam uma reviravolta geral na história. Até o último capítulo. Descubra se os mais atordoantes segredos de Três Luzes estão mesmo nos céus ou no fundo da alma de seus moradores.

Resenha:

   Terminei de ler Para Sempre Ana de Sergio Carmach e sinto-me extasiada com a grandeza de sua obra. Para Sempre Ana, vai ficar para sempre marcada em mim, como uma força desmedida e avassaladora.

   Ana é um nome de grande importância na minha vida, uma das pessoas que mais amo carrega essa graça, e não pude deixar de fazer os comparativos da Ana do Sergio, com a minha. O que me causou um grande e inestimável prazer ao perceber que a coragem das duas se assemelham e se completam ao mesmo tempo.

   A “Ana” da obra, fez-me odiá-la e depois ama-la. Assim como todos os outros personagens que surgiram pelo caminho. Nestor, Márcia, Cris, Carlos, Claudia... Todos eles em algum momento cometeram erros grosseiros e sombrios e depois receberam sua redenção.  Algumas mais amargas, outras mais comedidas.

   Quando a sinopse do livro diz que: “Sempre que tudo parece esclarecido, detalhes antes considerados sem importância provocam uma reviravolta geral na história”, não há apenas um trocadilho de palavras aí, e sim uma sugestão de que o que esperamos das páginas seguintes pode sim vir a acontecer (e acredite virá!), mas também pode trazer grandes efeitos colaterais e até mesmo, dispor de novos tormentos para nossos queridos personagens que vão se enroscando numa teia enredada com maestria e criatividade pelo autor.

   Não posso acrescentar muito, pois acabarei por entregar algumas das tramas da história que devem ser percebidas no contexto e não pelas palavras de uma resenhista. O que posso dizer é que Para Sempre Ana, tem um encanto tão surpreendente, que desperta sensações em nós, leitores, e nos embala como em uma cadeira de balanço, ora sobre uma linda tarde de verão, ora sobre a mais sombria tempestade de inverno.

   Por vezes, me peguei tendo o pensamento: “Mas será o impossível? Logo agora que tudo ia bem?” e a raiva e descrença me açoitaram. E por muitas outras vezes precisei de um copo com água para acalmar-me quando outros acontecimentos chocantes e inacreditáveis permeavam a vida de Ana e Carlos.

   Engana-se quem julga a capa, o nome e a sinopse como um romance fictício. Existe muito mais em Para Sempre Ana do que a turbulenta, e muitas vezes injusta história que envolve os protagonistas dessa trama. O autor mostra-nos o preço da mentira, o peso da culpa e os sacrifícios da omissão. Mostra também que o perdão é para os fortes, que o amor não tem tempo e nem tamanho, que a esperança é algo a ser regado constante e arduamente, e que a fé não deve ser tratada com desrespeito e descrença.

   Sei que não contei nada sobre o livro e que esse texto mais parece minha opinião propria sobre a obra (eu sei, todas as resenhas são!). Não nego que essa tenha sido a minha intenção, e devo justificar que, caso mencionasse algum acontecimento, ou explicasse algum comportamento ou caracteristica dos personagens, quando chegasse a vez do leitor, ele seriamente me criticaria. Todo o contexto, os personagens, as descrições, as intrigas e resoluções estão muito ligadas entre si, tornando impossivel a minha menção a qualquer uma delas.

   Caro leitor, não tente adivinhar o que "pode ser", não tente imaginar o meio mais atribulado e nem desenhar com giz de cera o final mais colorido e bonito para nossos protagonistas! Afirmo com toda a certeza que há nessa apaixonada pelos livros, de que nunca, em momento algum, você (leitor) conseguirá imaginar o que acontece nessa obra! Pode até ser que você tenha sorte e descobrir um ou outro segredo, mas aposto que não chegará nem perto da real e chocante verdade que cerca o enredo da história de Sergio Carmach.

   Recomendo sem duvidas, sem receios e sem rodeios. Esta é uma obra que deve ser sentida, guardada, presenteada, mimada e mais uma vez, ou duas, ou duzentas vezes: LIDA!

Lu. Franzin

*Nota. - Todas as resenhas expostas nesse blog são de minha autoria e responsabilidade, elas expressam a “minha” opinião pessoal a respeito dos livros lidos. Não é meu interesse denegrir a imagem de nenhum autor, e nem influenciar os novos leitores de maneira negativa ou positiva a adquirirem ou se absterem de alguma obra.

10 comentários:

  1. Lu, já li "Para Sempre Ana" e virei fã. Realmente, o Sergio soube cativar com seu enredo e mostrar uma realidade que me arrebatou de tal forma que parecia mesmo que eu estava lendo notícias de conhecidos distantes.
    E, como você disse, as surpresas aparecem em cada cena, o que pensamos que é... não é. Não dá para adivinhar. O jeito é se deixar levar pelas palavras escritas nessa obra e descobrir, aos poucos, a realidade de Ana.
    Parabéns pela resenha e por ter escolhido essa leitura.
    Abraços.

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Obrigada Niki...

      Realmente a obra de Sergio é de tamanha grandiosidade que nos arrebata sem pedir licença...

      Obrigada pela visita.

      Bjão!

      Lu. Franzin

      Excluir
  2. Ai meu Deus!

    Bom eu já recebi o titulo de pessoa maléfica, mas olha só o que você fez..kkkk...estou simplesmente mega curiosa agora, pois este parece-me ser bem o meu estilo de livro onde vou aprender algo de suma importância para a minha vida pessoal e espiritual.

    Lu, parabéns pela resenha.

    Beijokas!

    Fê!

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Ai Fer... Vai aprender sim! Com toda a certeza do mundo!

      E é a tua cara essa leitura!

      Grata pela visita!

      Bjo!

      Lu. Franzin

      Excluir
  3. Esse livro foi uma surpresa p mim. Nesse livro vi o que a mentira é capaz de fazer assim como perdoar e ser perdoado tem o poder milagroso de tornar as pessoas mais felizes.


    Bjs
    Jéssica
    http://lilianejessica.blogspot.com.br/

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Concordo plenamente contigo Jéssica!

      Grata pela visita.

      Lu. Franzin

      Excluir
  4. Fiquei extasiada tambem ao terminar de ler essa obra.
    Sergio escreve realmente com a alma!
    Ótima resenha, parabens!
    Beijos, bom final de semana!

    @morenalilica
    Doce Insensatez

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Obrigada Lilian.

      Realmente o autor tem um dom maravilhoso...

      Bjo!

      Lu. Franzin

      Excluir
  5. Oi Lu, difícil não gostar de Para sempre Ana, foi meu livro favorito de 2012 e ainda vou reler rs
    Sua resenha expressa muito bem o que senti lendo-o!
    Bjs
    http://mundoliterando.blogspot.com.br/

    ResponderExcluir
  6. Seguindo e Curtido!
    Retribui?

    http://overdoselite.blogspot.com.br/2013/11/resenha-liberta-me-trilogia-estilhaca.html

    https://www.facebook.com/overdoselite
    Bjus

    ResponderExcluir

Postagens ofensivas com palavras vulgares serão excluídas.